segunda-feira, 29 de novembro de 2010

VII ENEX eu participei...

De quinta a sábado ocorreu o VII ENEX da FACEX, eram mini-cursos, apresentação de pôster e trabalhos de comunicação oral.

Dessa vez participei de tudo: fiz 2 mini-cursos, apresentei trabalho em grupo na modalidade pôster e individual na modalidade comunicação oral. Ufa! muitas emoções.

Meu sistema nervoso que se encontra a flor da pele me fazia imaginar um quadro terrível na hora de apresentar o meu trabalho individual (o primeiro da minha vida em seminários): Três monstros a minha frente me bombardeando de perguntas e eu gelada sem lembrar de nada para responder, a platéia cheia de gente desconhecida e eu em pânico. kkkk nada disso: o avaliador foi um dos meus primeiros professores (1º período) que se admirou por eu estar ali sozinha para apresentar um trabalho e ainda me deu os parabéns, a platéia outros alunos apresentadores de seus trabalhos. O tema foi Análise das escalas de oferta e demanda no segmento de automóveis premium contextualizado no mundo, no Brasil e no mercado potiguar. Graças ao incentivo de dois professores especiais (Carlos David e Elizângela, Carlos David em maior proporção pois foi quem mais dedicou seu tempo para me orientar apesar de estar abarrotado de trabalho e Elizângela estava viajando) eu pude vencer o nervosismo e submeter o trabalho e, pasmem, aprovado. Pois é, depois que submeti rezei para não ser aprovado pois me dei conta que seria emoção demais para mim, mas Deus me mostrou que sou capaz de superar obstáculos, e eles têm vindo de forma vertiginosa. Será que tenho a Inteligência Emocional que tantos falam por aí?

Agora que sei que o monstro não é tão feio rsrs irei participar com muito mais satisfação. Muitas emoções e muito feliz por ter superado o medo. Depois de apresentar fui relaxar afinal eu mereço! Um bom banho de piscina e um longo descanso para a guerreira. Segunda-feira começa cheia de trabalhos ufa! haja fôlego.

Obrigada Deus por mais essa conquista que pode ser pequena aos olhos dos outros mas é enorme para mim. Agora que estou na faculdade conceito 5 (enade) do curso de administração, melhor do Nordeste e a quinta melhor do Brasil, tenho mais um motivo para manter a minha mania: tirar sempre a melhor nota, para meu próprio deleite, porque eu mereço fazer o melhor por mim mesma, afinal sou a pessoa que mais me ama nesse mundo.

Rio de Janeiro enfim ...PAZ!

Demorou mas nossas autoridades resolveram, por fim, agir de acordo com o que nós contribuintes tanto esperávamos. Paz em nossa cidade maravilhosa é tudo que a população do Rio de Janeiro quer, não importa o que o mundo pense, o Rio de Janeiro é exemplo para o Brasil e o mundo, e nós brasileiros somos pacíficos mas soberanos. Se a copa não vier por causa disso é um preço muito pequeno a ser pago pela grandeza do que vem acontecendo e do resultado que se espera. Essa história de que a violência e o crime organizado só acontece no quintal do vizinho é balela, o mundo todo é vítima. Uma lição de como o poder público pode agir quando há vontade política algo a ser adotado por muitos países. Não importa se é por causa da copa, das olímpiadas ou seja lá o motivo que houver deflagrado essa operação, o que nos interessa é o resultado. Parabéns polícia do Rio de Janeiro era inadmissível que a população fosse impedida de circular em determinados lugares sem a "permissão" de traficantes, nossos jovens que ficaram livres de toneladas de drogas, agradecem. O Rio é nosso, de novo.

Esse exemplo é para ser seguido porque quando cada um faz a sua parte o universo conspira a nosso favor e tudo flui na paz de Deus!

Oportunidade única para que essas pessoas que vivem a margem da sociedade possam mudar, se não por si mesmo mas por aqueles a quem eles amam. Pois ninguém nasce bandido, nunca vi um bebê empunhando um fuzil ou matando alguém, ele é fruto de vários fatores: injustiça, meio, dificuldades financeiras, ganância etc. Mas com certeza todos que vivem nesse meio sabem qual é o seu destino e gostariam de uma oportunidade para mudar: a morte na mais tenra idade. Dêem aos seus filhos a oportunidade de escolher uma vida diferente, eles merecem. O poder que supostamente pensam ter ruiu por terra ao menor sinal de resistência, se esconderam atrás de geladeiras, embaixo de camas, como todo ser humano acuado pelo medo. Como reagiram suas vítimas agora reagem os agressores. Só há uma certeza que jamais mudará: DEUS NÃO DESISTE DOS SEUS. E todos tem o benefício do arrependimento e do perdão divino, todos, sem exceção, porque não aproveitar?
Eu vos deixo a paz, a minha paz eu vos dou!
Jesus Cristo.

terça-feira, 23 de novembro de 2010

O poder da música

SORRISO DE DEUS

Tem dias que acordo assim com uma angústia que não sei de onde vem e nem para onde vai, o que me fortalece é ouvir música. Aliás tenho feito isso com mais (muito mais) frequência hoje em dia.
Descobri que além de acalmar o espírito afasta também maus pensamentos. Aqueles que parecem uma praga que insiste em te perseguir (coisas que você quer esquecer e não consegue). Falo da boa música, com melodia, com letras que são poesias belíssimas seja de que ritmo for. Que te fazem parar para refletir ou simplesmente curtir.

Tem dias que a frustração toma conta de mim pelo tempo que espero que coisas que eu desejo tanto aconteçam e não acontecem, independente do que eu faça, aí eu OUÇO MÚSICA.

Tem dias que acordo tão feliz que não sei nem o porque de tanta felicidade. Aí então faço algo diferente: Ouço mais música. Graças a Deus esses dias são mais frequentes do que os de angústia e frustração. Geralmente me permito ficar down um dia e nos outros é bola pra frente. Não tenho tempo para curtir minhas dores pois tenho muito o que fazer. Antes quando era jovem pensava que morrer aos 50 anos estava de bom tamanho, hoje aos 45 mudei de idéia completamente, não quero morrer como Leonardo da Vinci que lamentava o tanto de trabalho inacabado que deixava. Quero ter tempo para fazer tudo aquilo que sempre sonhei para mim. Tenho muita vida dentro de mim e tenho pressa para viver! É estranho essa coisa de idade, não sinto a idade que tenho lembro apenas quando me perguntam.

A música é um excelente remédio para a alma e o coração. É movida por ela que consigo fazer as tarefas cotidianas que eu não tolero (domésticas). É um quadro muito hilário: pego um mp4 e coloco o fone de ouvido e vou fazer (às vezes até dançando, quando dá), aí não escuto nada, nem o telefone tocando, nem alguém chamando e é simplesmente maravilhoso: desligo o mundo e fica só eu e a música, nem me dou conta daquele trabalho entediante e que nunca fica feito, quem tem filhos sabe do que eu falo. É um trabalho ingrato pois não acaba nunca e não dá para se reconhecer como parte dele. Tem gente que gosta, eu não, faço pela absoluta certeza que pior do que fazer é não fazer e curtir a bagunça.

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Um adeus ao vovó Alfredo

Ele partiu no dia 20/11/2010 quase virando o dia por volta das 23:00 e alguma coisa.

Estive com ele no último dia 15 quando acariciei seus cabelos brancos. Partiu deixando saudades, mas estamos convictos que Deus foi misericordioso em levá-lo. Era muito sofrimento para ele, já aos 103 anos há mais de um mês no hospital rezando a Deus para que não sofresse. Quando acariciei seu cabelo pela última vez ele me sorriu e encheu os olhos de lágrimas, acho que era seu adeus.

Deus o tirou de nós mas deixa um alento: Seu sofrimento acabou como o senhor tanto pedia. Foi feita a vontade de Deus.

Combateu o bom combate, completou a carreira, guardou a fé. Eis aí o Vovó Alfredo, que Tu possas Senhor recebê-lo de braços abertos, Amém!

Alfredo Bezerra dos Santos (avó de Rubens que eu adotei também como meu, pelo carinho e respeito com que sempre me tratou).

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

As diversas fases da nossa vida

Nem sempre sabemos o gostoso da Vida...

Aos 02 anos sucesso é: conseguir andar.

Aos 04 anos . sucesso é: não fazer xixi nas calças.
Aos 12 anos . sucesso é: ter amigos.

Aos 18 anos . sucesso é: ter carteira de motorista.

Aos 20 anos . sucesso é: fazer sexo.

Aos 35 anos . sucesso é: dinheiro.

Aos 50 anos . sucesso é: dinheiro.
Aos 60 anos . sucesso é: fazer sexo.
Aos 70 anos . sucesso é: ter carteira de motorista.

Aos 75 anos . sucesso é: ter amigos.

Aos 80 anos .. sucesso é: não fazer xixi nas calças.
Aos 90 anos . sucesso é: conseguir andar.

ASSIM É A VIDA....

"...NÃO LEVAMOS NADA DESSA VIDA, PARA QUE PERDER TEMPO COM MALDADE, COM FALSIDADE, COM FALTA DE AMOR...
TODOS TEREMOS O MESMO DESTINO, INDEPENDENTEMENTE DA CONDIÇÃO FINANCEIRA, DA CLASSE SOCIAL; PORTANTO, AME, BRINQUE, PERDOE E APROVEITE A VIDA....
SEJA FELIZ".

Recebi esse e-mail e o que parece uma brincadeira vale como lição de vida, por que não partilhar?. Amei!

Deus não desiste de você! Clipe de André Buarque

O maior e melhor médico do mundo

Esta mensagem foi lida por um formando do curso de medicina da PUC-PR


"Hoje estou aqui para prestar uma homenagem ao primeiro, maior e melhor médico da história da humanidade!

Deus é esse médico, o médico dos médicos, e o mais excelente conhecedor do corpo humano. Todas as células e tecidos, órgãos e sistemas, foram arquitetados por Ele, e Ele entende e conhece a sua criação melhor do que todos.
Que médico mais excelente poderia existir?
Deus é o primeiro cirurgião da história. A primeira operação? Uma toracoplastia, quando Deus retirou uma das costelas de Adão e dela formou a mulher. (Gênesis 2:22)
Ele também é o primeiro Anestesista, porque antes de retirar aquela costela fez um profundo sono cair sobre o homem. (Gênesis 2:21)

Deus é o melhor Obstetra especialista em fertilização que já existiu! Pois concedeu filhos a Sara, uma mulher que além de estéril, já estava na menopausa havia muito tempo! (Gênesis 21:3)

Jesus, o filho de Deus, que com Ele é um só, é o primeiro pediatra da história, pois disse: “Deixem vir a mim as crianças, porque delas é o reino de Deus!” (Marcos 10:14)
Ele também é o maior reumatologista, pois curou um homem que tinha uma mão ressequida, ou, tecnicamente uma osteoartrite das articulações interfalangeanas. (Lucas 6:10)
Jesus é o primeiro oftalmologista, relatou em Jerusalém, o primeiro caso de cura em dois cegos de nascença. (Mateus 9:29)


Ele também é o primeiro emergencista a realizar, literalmente, uma ressuscitação cardio-pulmonar bem sucedida, quando usou como desfibrilador as suas palavras ao dizer: “Lázaro, vem para fora!”, e pelo poder delas, ressuscitou seu amigo que já havia falecido havia 4 dias. (João 11:44)


Ele é o melhor otorrinolaringologista, pois devolveu a audição a um surdo. Seu tratamento? O poder de seu amor. (Marcos 7:35)

Jesus também é o maior psiquiatra da história, há mais de 2 mil anos curou um jovem com graves distúrbios do pensamento e do comportamento! (Mateus 17:18)

Deus também é o melhor ortopedista que já existiu, pois juntou um monte de ossos secos em novas articulações e deles fez um grande exército de homens. (Ezequiel 37:8)

Sem contar quando ele disse a um homem coxo: “Levanta, toma a tua maca e anda!”, e o homem andou! (Mateus 9:6) O tratamento ortopédico de quadril mais efetivo já relatado na história!

A primeira evidência científica sobre a hanseníase está na Bíblia! E Jesus é o dermatologista mais sábio da história, pois curou instantaneamente 10 homens que sofriam desta doença. (Lucas 17:14)


Ele também é o primeiro hematologista, pois com apenas um toque curou a coagulopatia de uma mulher que sofria de hemorragia havia mais de 12 anos e que tinha gastado todo o seu dinheiro com outros médicos em tratamentos sem sucesso. (Mateus 9:22)


Jesus é ainda, o maior doador de sangue do mundo. Seu tipo sanguíneo? O negativo, ou, doador universal, pois nesta transfusão, Ele, ofereceu o seu próprio sangue, o sangue de um homem sem pecado algum, por todas as pessoas que tinham sobre si a condenação de seus erros, e assim, através da sua morte na cruz e de sua ressurreição, deu a todos os que o recebem, o poder de se tornarem filhos de Deus! E para ter este grande presente, que é a salvação, não é necessário FAZER nada, apenas crer e receber! (I Pedro 2:24)


O bom médico é aquele que dá a sua vida pelos seus pacientes! Ele fez isso por nós!

Ele é um médico que não cobra pelos seus serviços, porque o presente GRATUITO de Deus é a vida eterna!

No seu consultório não há filas, não é necessário marcar consulta e nem esperar para ser atendido, pelo contrário, Ele já está à porta e bate, e aquele que abrir a seu coração para Ele, Ele entrará e fará uma grande festa! Não é necessário ter plano de saúde ou convênio, basta você querer e pedir! O tratamento que ele oferece é mais do que a cura de uma doença física, é uma vida de paz e alegria aqui na terra e mais uma eternidade inteira ao seu lado no céu!

O médico dos médicos está convidando você hoje para se tornar um paciente dele, e receber esta salvação e constatar que o tratamento que Ele oferece é exatamente o que você precisa para viver!

Ele é o único caminho, a verdade e a vida. Ninguém pode ir até Deus a não ser por Ele.

Seu nome é Jesus.



A este médico seja hoje o nosso aplauso e a nossa sincera gratidão! "

Recebi hoje por e-mail e resolvi partilhar, tão lindo esse gesto desse formando afinal tem tantos médicos que se acham o próprio Deus e esse reconhecimento por parte desse jovem é algo que precisa ser disseminado. Acordei meio "down" e sempre encontro alguma mensagem de Deus para me levantar. Não é fácil ter Fé todo o tempo, nossas fraquezas ficam minando-a dentro de nós. Ultimamente um turbilhão de fraquezas tentam me derrubar e Ele está ali sempre me dizendo: Minha Filhinha não temas Eu estou contigo!

Obrigada pela sua constante presença em minha vida, sem você meu "paizinho do céu" não teria forças para suportar.

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Qual o bem que o preconceito nos faz?

Recebi esse email e como sou contra os preconceitos pois considero que são frutos da ignorância resolvi postar aqui para que todos possam pensar mais antes de falar coisas que não são só inverdades como ferem e provocam uma violência sem sentido. Seja onde for a nossa morada o que nos representa realmente é a qualidade do que há em nosso coração.

No livro Cartas entre Amigos de Pe. Fábio de Melo e Gabriel Chalita tem um trecho que é lindo (dentre tantos outros). Décima Quarta Carta página 182.

"Tenho muito medo de fazer análises apressadas. Tenho medo de forjar a resposta com base no momento presente. É muito redutor ser olhado sem o contexto da história que vivemos. O momento presente é parte da verdade, mas a totalidade do que somos não cabe no presente. [...] O moralismo será sempre um socorro fácil para aquele que deseja desprezar."

Sou carioca com alma nordestina, ou melhor, potiguar... com muito orgulho tanto de lá como de cá. Cada cidade tem suas belezas e contribuições assim como suas mazelas. Atribuo essa celeuma a uma visão míope  típica de quem não tem conhecimento de causa. As palavras são armas nas mãos daqueles que não sabem respeitar as diferenças. Ser diferente não significa ser inferior. Falta Espiritualidade  nas pessoas.

Espiritualidade segundo a wikipédia: Espiritualidade é um estado de consciência; é reconhecer em si a Vida, e a mesma Vida em tudo e em todos. É consciência não-condicionada pela mente. É consciência livre da mente, para ser o que é: não aquilo que pensamentos e crenças dizem ser. A Espiritualidade não está diretamente ligada com nenhuma religião em específico, representando assim qualquer ligação do ser humano com seu criador. O maior objetivo de todas as pessoas é o amor incondicional, desapegado e sem críticas ou julgamentos.

 
Bom eis o texto do e-mail:

"Calem a boca, nordestinos! (corrigido)

Por José Barbosa Junior

A eleição de Dilma Rousseff trouxe à tona, entre muitas outras coisas, o que há de pior no Brasil em relação aos preconceitos. Sejam eles religiosos, partidários, regionais, foram lançados à luz de maneira violenta, sádica e contraditória.

Já escrevi sobre os preconceitos religiosos em outros textos e a cada dia me envergonho mais do povo que se diz evangélico (do qual faço parte) e dos pilantras profissionais de púlpito, como Silas Malafaia, Renê Terra Nova e outros, que se venderam de forma absurda aos seus candidatos. E que fique bem claro: não os cito por terem apoiado o Serra... outros pastores se venderam vergonhosamente para apoiarem a candidata petista. A luta pelo poder ainda é a maior no meio do baixo-evangelicismo brasileiro.

Mas o que me motivou a escrever este texto foi a celeuma causada na internet, que extrapolou a rede mundial de computadores, pelas declarações da paulista, estudante de Direito, Mayara Petruso, alavancada por uma declaração no twitter: "Nordestino não é gente. Faça um favor a SP, mate um nordestino afogado!".

Infelizmente, Mayara não foi a única. Vários outros “brasileiros” também passaram a agredir os nordestinos, revoltados com o resultado final das eleições, que elegeu a primeira mulher presidentE ou presidentA (sim, fui corrigido por muitos e convencido pelos "amigos" Houaiss e Aurélio) do nosso país.

E fiquei a pensar nas verdades ditas por estes jovens, tão emocionados em suas declarações contra os nordestinos. Eles têm razão!
Os nordestinos devem ficar quietos! Cale a boca, povo do Nordeste!

Que coisas boas vocês têm pra oferecer ao resto do país?

Ou vocês pensam que são os bons só porque deram à literatura brasileira nomes como o do alagoano Graciliano Ramos, dos paraibanos José Lins do Rego e Ariano Suassuna, dos pernambucanos João Cabral de Melo Neto e Manuel Bandeira, ou então dos cearenses José de Alencar e a maravilhosa Rachel de Queiroz?

Só porque o Maranhão nos deu Gonçalves Dias, Aluisio Azevedo, Arthur Azevedo, Ferreira Gullar, José Louzeiro e Josué Montello, e o Ceará nos presenteou com José de Alencar e Patativa do Assaré e a Bahia em seus encantos nos deu como herança Jorge Amado, vocês pensam que podem tudo?

Isso sem falar no humor brasileiro, de quem sugamos de vocês os talentos do genial Chico Anysio, do eterno trapalhão Renato Aragão, de Tom Cavalcante e até mesmo do palhaço Tiririca, que foi eleito o deputado federal mais votado pelos... pasmem... PAULISTAS!!!

E já que está na moda o cinema brasileiro, ainda poderia falar de atores como os cearenses José Wilker, Luiza Tomé, Milton Moraes e Emiliano Queiróz, o inesquecível Dirceu Borboleta, ou ainda do paraibano José Dumont ou de Marco Nanini, pernambucano.
Ah! E ainda os baianos Lázaro Ramos e Wagner Moura, que será eternizado pelo “carioca” Capitão Nascimento, de Tropa de Elite, 1 e 2.

 
Música? Não, vocês nordestinos não poderiam ter coisa boa a nos oferecer, povo analfabeto e sem cultura...

Ou pensam que teremos que aceitar vocês por causa da aterradora simplicidade e majestade de Luiz Gonzaga, o rei do baião? Ou das lindas canções de Nando Cordel e dos seus conterrâneos pernambucanos Alceu Valença, Dominguinhos, Geraldo Azevedo e Lenine? Isso sem falar nos paraibanos Zé e Elba Ramalho e do cearense Fagner...

E Não poderia deixar de lembrar também da genial família Caymmi e suas melofias doces e baianas a embalar dias e noites repletas de poesia...

Ah! Nordestinos...

Além de tudo isso, vocês ainda resistiram à escravatura? E foi daí que nasceu o mais famoso quilombo, símbolo da resistência dos negros á força opressora do branco que sabe o que é melhor para o nosso país? Por que vocês foram nos dar Zumbi dos Palmares? Só para marcar mais um ponto na sofrida e linda história do seu povo?

Um conselho, pobres nordestinos. Vocês deveriam aprender conosco, povo civilizado do sul e sudeste do Brasil. Nós, sim, temos coisas boas a lhes ensinar.

Por que não aprendem conosco os batidões do funk carioca? Deveriam aprender e ver as suas meninas dançarem até o chão, sendo carinhosamente chamadas de “cachorras”. Além disso, deveriam aprender também muito da poesia estética e musical de Tati Quebra-Barraco, Latino e Kelly Key. Sim, porque melhor que a asa branca bater asas e voar, é ter festa no apê e rolar bundalelê!

Por que não aprendem do pagode gostoso de Netinho de Paula? E ainda poderiam levar suas meninas para “um dia de princesa” (se não apanharem no caminho)! Ou então o rock melódico e poético de Supla! Vocês adorariam!!!

Mas se não quiserem, podemos pedir ao pessoal aqui do lado, do Mato Grosso do Sul, que lhes exporte o sertanejo universitário... coisa da melhor qualidade!

Ah! E sem falar numa coisa que vocês tem que aprender conosco, povo civilizado, branco e intelectualizado: explorar bem o trabalho infantil! Vocês não sabem, mas na verdade não está em jogo se é ou não trabalho infantil (isso pouco vale pra justiça), o que importa mesmo é o QUANTO esse trabalho infantil vai render. Ou vocês não perceberam ainda que suas crianças não podem trabalhar nas plantações, nas roças, etc. porque isso as afasta da escola e é um trabalho horroroso e sujo, mas na verdade, é porque ganha pouco. Bom mesmo é a menina deixar de estudar pra ser modelo e sustentar os pais, ou ser atriz mirim ou cantora e ter a sua vida totalmente modificada, mesmo que não tenha estrutura psicológica pra isso... mas o que importa mesmo é que vão encher o bolso e nunca precisarão de Bolsa-família, daí, é fácil criticar quem precisa!

Minha mensagem então é essa: - Calem a boca, nordestinos!

Calem a boca, porque vocês não precisam se rebaixar e tentar responder a tantos absurdos de gente que não entende o que é, mesmo sendo abandonado por tantos anos pelo próprio país, vocês tirarem tanta beleza e poesia das mãos calejadas e das peles ressecadas de sol a sol.

Calem a boca, e deixem quem não tem nada pra dizer jogar suas palavras ao vento. Não deixem que isso os tire de sua posição majestosa na construção desse povo maravilhoso, de tantas cores, sotaques, religiões e gentes.

Calem a boca, porque a história desse país responderá por si mesma a importância e a contribuição que vocês nos legaram, seja na literatura, na música, nas artes cênicas ou em quaisquer situações em que a força do seu povo falou mais alto e fez valer a máxima do escritor: “O sertanejo é, antes de tudo, um forte!”

Que o Deus de todos os povos, raças, tribos e nações, os abençoe, queridos irmãos nordestinos!

José Barbosa Junior, na madrugada de 03 de novembro de 2010."


PARA REFLETIR: Todos nós somos diferentes uns dos outros porque assim quis o Senhor Nosso Deus. Ser diferente não significa ser inferior ou superior uns aos outros. Apenas com características próprias.

Eu vos deixo a paz, a minha paz eu vos dou. Jesus Cristo

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Na fragilidade mostramos a essência do nosso coração


LINDO VÍDEO

Mostrar-se assim como fez o Padre Fábio de Melo não é fácil. Falar de suas fraquezas e das fraquezas de sua família não é fácil e, ainda mais, ao vivo para que todos possam ouvi-lo. Mas, Deus na generosidade que lhe é peculiar faz com que o Padre fale do seu lado humano, frágil, que erra como qualquer outra pessoa para mostrar que o fato de colocarmos Deus em primeiro lugar na nossa vida isso não nos exime de passar por momentos de profunda dor... no entanto a diferença está na força que emana de dentro de nós para suportar as adversidades.

Esse reconhecimento que ele faz da força de sua mãe sempre lhe gerando para que recomeçe é a pura realidade. Nós mães não podemos sucumbir a dor pois temos que ser rocha para nossos filhos. É essa missão que nos dá força quando mais precisamos. E ela emana de Deus e estamos sempre recompondo-a pelo poder das lágrimas. Elas são o combustível para suportar o peso que nos é imputado pela vida.

E eu pergunto: quem não tem essa força, aliás quem não se permite ter essa força pois ela está dentro de cada um, como poderá superar essas dores?
Somos vítimas de nossas fraquezas e das fraquezas dos outros seres que nos rodeiam, mas Deus é a nossa força, nossa mola propulsora para nos tirar lá do fundo e nos colocar em cima de uma rocha. Essa rocha se chama FÉ!

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Estratégias e Programas de Preço – Capítulo 15 do livro Administração de Marketing de Philip Kotler

1 A empresa precisa considerar muitos fatores ao estabelecer sua política de preço. Identifique, em ordem, os seis passos que os fabricantes devem seguir ao estabelecer seus preços. Dê também um exemplo de um elemento específico ou de uma atividade envolvida em cada passo.

1. Seleção do objetivo da determinação de preços (sobrevivência; maximização do lucro atual, maximização de participação de mercado; desnatamento máximo do mercado ou liderança na qualidade do produto) – A TI pratica a determinação de preços de penetração de mercado utilizando-se do menor preço e baixando-o ainda mais quando seus custos diminuem. A Intel utiliza-se da prática de determinação de preços de desnatamento máximo: altos preços para extrair o máximo da camada mais alta antes de baixar os preços para atender aos demais níveis.

2. Determinação da Demanda – (cada preço levará a um nível diferente de demanda e portanto terá um impacto diferente nos objetivos de marketing de uma empresa). Perfume com preço elevado pode significar mais demanda por subtender que o perfume tem maior qualidade, no entanto, se o preço for excessivamente alto (o produto não corresponder) a demanda cai.

3. Estimativa de Custos – A demanda estabelece um teto no preço e os custos determinam o piso. (Quanto maior a produção de calculadoras de uma fábrica da TI, menor a estimativa de custos e melhor a margem de lucro. Se uma fábrica foi projetada para 100 mil e após a aquisição de experiência da mão-de-obra, materiais etc. ela passa a produzir 200 pode-se dizer que os custos médios caíram com a experiência de produção)

4. Análise de Custos, preços e ofertas dos concorrentes – Levar em consideração preços possíveis determinados pela demanda, pelos custos da empresa e ainda reações de preços dos concorrentes. (Oferta for similar ao do concorrente = preço próximo ao dele. Se a oferta for inferior o preço tem que ser menor do que o concorrente. Se for superior poderá cobrar mais, porém terá que ficar atenta ao concorrente, pois poderão reagir e mudar seus preços.)

5. Seleção de um método de determinação de preço – os custos determinam o piso, os concorrentes e os produtos substitutos determinam um ponto de orientação. A avaliação das características singulares do produto estabelece um teto para o preço.

6. Seleção do preço final – Ao selecionar esse preço, a empresa deverá considerar fatores adicionais, incluindo a determinação de preço psicológica, a influência de outros elementos do mix de marketing sobre o preço, políticas de preço da empresa e o impacto do preço sobre terceiros. (Preço psicológico – preço com base na imagem (Intel e Fleischmann quando aumentou o preço do seu gim de 4,50 dólares para 5,50 a garrafa, suas vendas aumentaram, é eficaz quando apelam para a vaidade exemplo de perfumes e carros de luxo).
2 No livro, afirma-se que: muitas empresas tentam determinar um preço que maximize o lucro corrente. Quais são os perigos em administrar desta maneira esta estratégia? Seja específico.

1. Dificuldade de estimar suas funções de demanda e custos e sacrificar o desempenho de longo prazo, ignorando os efeitos de outras variáveis do mix de marketing, as reações dos concorrentes e as limitações legais em relação aos preços. Ao maximizar o lucro sem conhecimento desses fatores pode simplesmente inviabilizar as vendas e perder mercado para o concorrente ou, ainda pior a situação, podendo até levar a falência.
3 A curva de demanda mostra as reações de muitos indivíduos com diferentes sensibilidades a preço. Descreva pelo menos quatro fatores que influenciam a sensibilidade a preço.

1. Valor único: os compradores são menos sensíveis ao preço quando o produto é exclusivo.

2. Consciência da existência de substitutos: os compradores são menos sensíveis a preço quando têm menos consciência da existência de substitutos.

3. Dificuldade de comparação: os compradores são menos sensíveis a preço quando não podem facilmente comparar a qualidade de substitutos.

4. Preço-qualidade: os compradores são menos sensíveis a preço quando o produto supostamente possui mais qualidade, prestígio ou exclusividade.
4 O que é uma curva de experiência? E como ela é utilizada pela empresa para estabelecer seus preços?

1. A experiência acumulada de produção faz com que a empresa tenha um declínio no seu custo médio e isso é chamado de curva da experiência, ou seja, com o passar do tempo a empresa poderá melhor seu nível de produção e isso diminuirá seu custo e elevará seu lucro. Produzirá mais e com menor custo. As empresas utilizam essa prática para ganhar participação de mercado e forçar a saída de outros do setor.

5 Na determinação dos preços finais, as empresas podem utilizar diversas táticas de preços que estimulem as compras antecipadas. Descreva pelo menos quatro diferentes táticas de preços promocionais.

1. Preço “isca” – supermercados e lojas de departamentos frequentemente reduzem o preço de marcas conhecidas para estimular um movimento maior nas lojas.

2. Preço de ocasião – as empresas estabelecem preços especiais em certas épocas para atrair mais clientes. Nos Estados Unidos, todo mês de agosto há liquidações de volta às aulas.

3. Financiamento a juros baixos – em vez de cortar preços, a empresa pode oferecer aos clientes um financiamento a juros baixos. Nos Estados Unidos, os fabricantes de automóveis têm anunciado financiamento a 3 por cento e, em alguns casos, sem juros, para atrair clientes.

4. Garantias e contratos de serviços – as empresas podem promover vendas oferecendo uma garantia ou contrato de serviço gratuito ou a baixo custo.

6 A determinação dos preços dos produtos para diferentes clientes, em diferentes locais e países pode apresentar alguns desafios. Descreva o conceito de “permuta” e cite quatro formas pelas quais ela pode ser feita.

1. Pagar produtos com outros itens ao invés de dinheiro. 1. Escambo – troca direta de mercadorias; 2. Acordo de compensação – parte do pagamento em dinheiro e outra parte em mercadorias; 3. Acordo de recompra – o vendedor vende uma fábrica, equipamentos ou tecnologia a outro país e concorda em receber pagamento parcial em produtos fabricados com o equipamento fornecido. 4. Reciprocidade – o vendedor recebe pagamento em dinheiro, mas concorda em despender uma quantia substancial de dinheiro naquele país, por um período de tempo determinado.

7 Várias circunstâncias podem levar uma empresa a reduzir seus preços. Entretanto, uma estratégia de redução de preços pode apresentar algumas armadilhas. Descreva essas armadilhas que as empresas devem ser cautelosas para evitar.

1. Armadilha da baixa qualidade: os consumidores irão supor que a qualidade é baixa.

2. Armadinha da participação de mercado frágil: um preço baixo compra a participação de mercado, mas não a fidelidade do mercado. Os mesmos clientes passarão para qualquer empresa que ofereça preços mais baixos.

3. Armadilha da escassez de recursos: concorrentes com preços mais altos poderão reduzir seus preços e mostrar mais resistência por terem mais reservas financeiras.
Questionário apresentado a disciplina de Marketing, 4º período, como atividade avaliativa.


Gerência de Linha de Produtos e Marcas – Capítulo 13 do livro Administração de Marketing - Philip Kotler

1 Descreva com detalhes os cinco níveis de produto. Você acredita que todo produto têm elementos de cada um destes níveis?
  • 1. Benefício Central: o serviço ou benefício fundamental que o cliente está realmente comprando. Por exemplo: um hóspede de hotel está comprando “descanso e pernoite”
  • 2. Produto Básico: aquilo que se espera obter com o produto, que está subentendido. Por exemplo: um quarto de hotel inclui cama, banheiro etc.
  • 3. Produto Esperado: uma série de atributos e condições que os compradores normalmente esperam ao comprá-lo. Por exemplo: cama arrumada, toalhas limpas, etc.
  • 4. Produto Ampliado: excede as expectativas do cliente. Por exemplo: Um hotel pode incluir um aparelho de TV com controle remoto, flores frescas, boas refeições, etc.
  • 5. Produto Potencial: abrange todos os aumentos e transformações a que o produto deve ser submetido no futuro. É onde as empresas procuram novas maneiras de satisfazer os clientes e diferenciar sua oferta. Exemplo: Empresas que conseguem não só satisfazer, mas surpreender e encantar o cliente quando procuram dar atendimento personalizado.
  • Nem todos os produtos têm elementos de todos os níveis... No produto básico não encontramos surpresas e encantamento, mas nos produtos potenciais sim porque é preciso satisfazer todos os outros elementos para poder surpreender e exceder as expectativas.
2 As vezes os produtos são classificados de acordo com sua durabilidade e tangibilidade. Discuta como estes atributos básicos do produto podem interferir na tomada de decisão da estratégia de marketing.
1. Bens não duráveis: são bens tangíveis normalmente consumidos ou usados uma ou poucas vezes, como cerveja e sabão. Como esses bens são consumidos rapidamente e comprados com freqüência, a estratégia apropriada é torná-los disponíveis em muitos locais, ter uma pequena margem de lucro no varejo e anunciar maciçamente para induzir à experimentação e ganhar a preferência do consumidor.
2. Bens duráveis: os bens duráveis são bens tangíveis normalmente usados durante um período de tempo, como geladeiras, ferramentas e vestuário. Os produtos duráveis normalmente exigem venda pessoal e serviços, trabalham com uma margem mais alta e requerem mais garantias por parte do fabricante.
3. Serviços: os serviços são produtos intangíveis, inseparáveis, variáveis e perecíveis. Como resultado normalmente exige mais controle de qualidade, credibilidade de fornecedor e adaptabilidade. São exemplos de serviços cortes de cabelo e serviços de reparo. 
3 Descreva as quatro classificações básicas de bens de consumo. Quem faz esta classificação, o comprador ou o vendedor? Por quê?
1. Bens de conveniência: são aqueles que o consumidor compra com freqüência, imediatamente e com um mínimo de esforço. Ex.: cigarros, sabonetes e jornais.
2. Bens de Compra Comparados: são bens que o cliente, durante o processo de seleção e compra, caracteristicamente compara em termos de adequação, qualidade, preço e modelo. Ex.: móveis, vestuário, carros usados e os principais eletrodomésticos.
3. Bens de Especialidade: são bens com características singulares ou identificação de marca pelos quais um número suficiente de compradores está disposto a fazer um esforço extra de compra. Ex.: carros, equipamentos de som, equip. fotográfico e ternos masculinos.
4. Bens não-procurados: são bens que o consumidor não conhece ou normalmente não pensa em comprar. Ex.: seguro de vida, jazigos perpétuos, lápides e enciclopédias. 
Quem faz a classificação é o vendedor baseado no estudo do comportamento do comprador, ou seja, o histórico de consumo é que determinou essa classificação.
4 Um mix de produtos é um conjunto de todos os produtos e itens que um vendedor põe a venda. Descreva as quatro dimensões do mix de produtos de uma empresa.
1. Abrangência: refere-se a quantas diferentes linhas de produtos a empresa traz.
2. Extensão: Número total de itens no mix.
3. Profundidade: Quantas opções são oferecidas em cada produto da linha.
4. Consistência: Proximidade com que as várias linhas de produtos estão ligadas quanto ao uso final, às exigências de produção, aos canais de distribuição ou a algum outro critério.
5 Descreva os seis níveis de significado que uma marca carrega.
1. Atributos: uma marca traz à mente certos atributos. A Mercedes sugere automóveis caros, bem construídos, de boa engenharia, duráveis e de alto prestígio.
2. Benefícios: os atributos devem ser traduzidos em benefícios funcionais e emocionais. O atributo “durável” poderia traduzir o benefício funcional “não terei de comprar outro carro por muitos anos”. O atributo “caro” traduz o benefício emocional “o carro me faz sentir importante e admirado”.
3. Valores: a marca também diz algo sobre os valores da empresa. A Mercedes simboliza alto desempenho, segurança e prestígio.
4. Cultura: a marca pode representar certa cultura. A Mercedes representa a cultura germânica: organizada, eficiente, preocupada com a qualidade.
5. Personalidade: a marca pode projetar certa personalidade. A Mercedes pode sugerir um chefe decidido (pessoa), um leão poderoso (animal) ou um palácio austero (objeto).
6. Usuário: a marca sugere o tipo de consumidor que compra ou usa o produto. Poderíamos esperar ver um alto executivo de 55 anos de idade atrás do volante de um Mercedes, não uma secretária de 20 anos.
6 Costuma-se dizer que um alto patrimônio de marca fornece uma série de vantagens competitivas. Identifique pelo menos quatro destas vantagens.
1. A empresa terá os custos de marketing reduzidos devido à conscientização e à fidelidade do consumidor em relação à marca.
2. A empresa terá mais poder de negociação com os distribuidores e varejistas porque os consumidores esperam que eles tenham a marca.
3. A Empresa pode cobrar um preço maior do que o de seus concorrentes porque a marca tem maior qualidade percebida.
4. A Empresa pode lançar extensões de linha mais facilmente, porque o nome de marca possui alta credibilidade.
7 A gestão de marcas requer que as empresas tomem cinco decisões chave. Identifique estas cinco decisões na ordem apropriada e dê um exemplo para cada decisão.
1. Decisão de ter ou não ter marca: Se a empresa deve ou não desenvolver um nome de marca para seus produtos ou vendê-los como genéricos. Ex. Carrefour lançou produtos sem marca nos anos 70.
2. Decisão de Patrocínio de marca: um fabricante tem diversas opções com respeito ao patrocínio da marca. Pode lançar como uma marca do fabricante ou nacional, marca do distribuidor ou do revendedor, da loja, da casa ou marca própria ou um nome de marca licenciado. Outra alternativa é o fabricante produzir alguns itens com seu próprio nome e alguns com o nome do revendedor. A Hart Schaffner & Marx vende algumas das roupas que confecciona com marcas licenciadas como Christian Dior, Pierre Cardin e Johnny Carson.
3. Decisão de nome de marca: Os fabricantes e as empresas de serviços que estabelecem marcas para seus produtos devem escolher quais nomes de marca usar. Há quatro estratégias possíveis:
Nomes individuais (A empresa não associa sua reputação ao produto. O produto fracassando ou sendo inferior não afeta o nome da empresa: Linha de relógios da Seiko usa nome diferente para um produto com qualidade inferior).
Nomes de família abrangentes (a empresa usa seu nome em todos os seus produtos, então o gasto com propaganda e estudo de nome é bem menor: Campbell´s Lança novas sopas e logo alcança reconhecimento).
Nomes de família separados (quando uma empresa fabrica produtos bem diferentes utiliza-se de nomes que os identifiquem. Geralmente inventam diferentes nomes de família para linhas de qualidade diferente, dentro da mesma classe de produtos). Ex.: As lojas de alimentos A&P vendiam três conjuntos de marcas de primeira, segunda e terceira linhas.
Nome comercial da empresa combinado com diferentes nomes de produtos (O nome da empresa legitima o novo produto e o nome individual o identifica) Ex.:Kellogg´s Rice Krispies, Kellog´s Raisin Bran.
 
4. Decisão de estratégia de marca: Uma empresa têm cinco escolhas em termos de estratégia de marca.
A empresa pode lançar extensões de linha (nomes de marcas existentes estendidos a novos tamanhos ou sabores na categoria de produtos existentes). Ex.:Danone lançou várias extensões de linha do iogurte Danone, incluindo iogurte “light” e sobremesas como torta de creme com chocolate e menta e crocante de caramelo e maçã.
Extensões de marca (nomes de marca aplicados a categorias de novos produtos). Ex.: A Honda usa seu nome de empresa em diferentes produtos como automóveis, motocicletas, máquinas de remover neve, aparadores de grama, motores marítimos e Jet-skis.
Multimarcas (novos nomes de marca lançados na mesma categoria de produtos). Ex.:Procter & Gamble produz nove diferentes tipos de sabão em pó.
Novas marcas (novo nome de marca para nova categoria de produtos). Ex.:Timex fabrica relógios e lança escovas de dente então não é apropriado chamá-las de escovas timex.
Marcas combinadas (marcas que trazem dois ou mais nomes de marca bem conhecidos). Ex.: Volvo anuncia que usa pneus Michelin.
5. Decisão de reposicionamento de marca: Mesmo com uma marca bem posicionada, a empresa pode precisar reposicioná-la mais tarde, quando enfrentar novos concorrentes ou mudanças nas preferências do cliente. Ex.: A marca de refrigerante 7-Up se estabelece como alternativa às colas, não somente como outro refrigerante.
Questionário apresentado a disciplina de Marketing, 4º período, como atividade avaliativa.

Posicionamento da oferta ao mercado por meio do ciclo de vida do produto cap. 10 do livro Administração de Marketing de Philip Kotler

1 As organizações voltadas para o cliente deveriam estudar os valores para os clientes e então preparar uma oferta que superasse suas expectativas. Descreva as três etapas necessárias para alcançar esta tarefa.
  • 1. Definição do modelo de valores para o cliente: Relacionar todos os fatores de produtos e serviços que podem influenciar a percepção de valor do cliente.
  • 2. Estabelecimento da hierarquia de valores para o cliente: Alocar todos os fatores relacionados em um desses quatro grupos: básico, esperado, desejado e inesperado.
  • 3. Decisão sobre o pacote de valores para o cliente: Combinar itens tangíveis e intangíveis, experiências e resultados desenvolvidos para superar o desempenho dos concorrentes e conquistar a fidelidade e o encantamento dos clientes.
2 O número de oportunidade de diferenciação varia de acordo com o setor. Descreva os quatro tipos de setores, identificados pelo Boston Consulting Group. Descreva também quais são as variáveis que distinguem um setor de outros setores.
  • 1. Setor de volume: é aquele no qual as empresas podem obter poucas, mas grandes vantagens competitivas. No setor de equipamentos de construção, uma empresa pode se esforçar para alcançar a produção de menos custo ou de grande diferenciação e ganhar muito com base nisso. A lucratividade está relacionada ao porte da empresa e à sua participação de mercado.
  • 2. Setor estagnado: há poucas vantagens competitivas, e as que existem são pequenas. No setor siderúrgico, é difícil diferenciar o produto ou diminuir o custo de fabricação. As empresas podem tentar contratar profissionais de vendas mais preparados, darem mais atenção aos clientes e assim por diante, mas isso não proporciona uma grande vantagem. A lucratividade não está relacionada à participação de mercado da empresa.
  • 3. Setor fragmentado: aquele em que as empresas encontram muitas oportunidades para diferenciação, mas todas elas são pequenas em relação à vantagem competitiva. Um restaurante pode se diferenciar de diversas maneiras, mas acaba não conseguindo uma grande participação de mercado. Tanto pequenos como grandes restaurantes podem ser lucrativos ou não.
  • 4. Setor especializado: as empresas têm muitas oportunidades de diferenciação, e todas elas têm um alto retorno. Entre as empresas que produzem equipamentos especializados para segmentos de mercado selecionados, algumas pequenas empresas podem ser tão lucrativas quanto outras de maior porte.

3 Os produtos tangíveis variam em seu potencial para diferenciação. Identifique tantas variáveis de diferenciação de produto quanto possível. Identifique também qual o resultado para uma empresa em uma diferenciação de sucesso.
  • 1. Variáveis: Forma – Características – Desempenho – Conformidade – durabilidade – confiabilidade – facilidade de reparo – estilo – design.
  • 2. Poucas variações: frango (mais macio), aspirina (mais eficaz no combate a dor), aço (peças mais resistentes e com melhor acabamento).
  • 3. Grandes variações: automóveis (itens personalizados de acordo com o gosto de cada cliente); edifícios: construções voltadas para grupos específicos atendendo as necessidades desse segmento; móveis: variedade de modelos, cores, material utilizado, etc.
  • 4. Sucesso nas diferenciações e seus resultados nas empresas: Ao apresentar um valor diferenciado para o seu produto a empresa pode obter um lucro maior e firmar sua marca no mercado.
4 No texto, um professor de Harvard é citado dizendo que, há quinze anos, as empresas competiam no preço. Hoje em dia, na qualidade. Amanhã será o design? Interprete esta afirmação para um novo gerente de marketing que está apenas iniciando seu trabalho.
  • 1. Os clientes estão cada vez mais exigentes. Ao satisfazer uma necessidade hoje, outra surge em seguida, e que o fator design tem se mostrado muito eficaz no sentido de adequar o produto a necessidade do cliente, por vezes se antecipando a ela. Por sua vez o cliente aceita até pagar mais caro desde que o produto que vai adquirir esteja de acordo com o esperado ou superior.
5 Descreva seis características dos profissionais bem treinados e discuta quais vantagens cada característica traz a empresa.
  • 1. Competência: possuem as habilidades e o conhecimento necessários - O trabalho será bem executado uma vez que o profissional conhece bem o assunto.
  • 2. Cortesia: são agradáveis, respeitosos e corteses – ao tratar bem o cliente ele se interessará sobre o que o profissional tem a dizer.
  • 3. Credibilidade: são dignos de crédito – sabendo passar credibilidade sobre o que se propõe a oferecer ao cliente ele lhe dará atenção.
  • 4. Confiabilidade: realizam o serviço de maneira consistente e cuidadosa - conquistando a confiança do cliente o profissional terá mais chance de conseguir finalizar aquilo ao que se propôs fazer.
  • 5. Capacidade de resposta: respondem às exigências e aos problemas dos consumidores com rapidez - saber rebater os questionamentos dos clientes é de fundamental importância e para isso o profissional deverá conhecer também o produto do concorrente para poder explicar qual a vantagem deste produto e não o do concorrente.
  • 6. Comunicação: esforçam-se para compreender o cliente e se expressar com clareza – A comunicação é o ponto chave, se o profissional não souber falar a língua do cliente ele não conseguirá atingir seus objetivos.
6 Quais são os quatro pontos que são sugeridos pelo conceito de ciclo de vida do produto? Além disso, quais são os quatro itens que podem ser analisados através deste conceito?
4 pontos
  • 1. Os produtos têm uma vida limitada.
  • 2. As vendas dos produtos atravessam estágios distintos, sendo que cada um apresenta desafios, oportunidades e problemas diferentes para o vendedor.
  • 3. Os lucros sobem e descem em diferentes estágios do ciclo de vida do produto.
  • 4. Os produtos requerem estratégias de marketing, financeiras, de produção, de compras e de recursos humanos diferentes a cada estágio de seu ciclo de vida.
4 itens
  • 1. Categorias de produtos
  • 2. As formas dos produtos
  • 3. Os produtos
  • 4. As marcas dos produtos.
7 Uma vez que colocar um produto novo no mercado e suprir os canais e revendedores requer tempo, o crescimento das vendas tende a ser menor no estágio de introdução. Considerando somente preço e promoção, quais estratégias podem ser adotadas neste estágio?
  • 1. Desnatamento (skimming) rápido: lançamento de um novo produto a um preço alto e com muita promoção. Essa estratégia é indicada quando grande parte do mercado potencial não conhece o produto, aqueles que passam a conhecer o produto querem tê-lo e pagam o preço pedido e a empresa lida com concorrência potencial e quer construir preferência de marca.
  • 2. Desnatamento lento: lançamento de novo produto a um preço alto e com pouca promoção. Essa estratégia é indicada quando o mercado é limitado em tamanho, grande parte do mercado conhece o produto, os compradores estão dispostos a pagar um preço alto e a concorrência potencial não é iminente.
  • 3. Penetração rápida: lançamento do produto a um preço baixo e com pesados investimentos em promoção. Essa estratégia é indicada quando o mercado é grande e não conhece o produto, a maioria dos compradores é sensível a preço, há concorrência potencial acirrada e os custos de fabricação por unidade caem com a escala de produção da empresa e a experiência acumulada de fabricação.
  • 4. Penetração lenta: lançamento do produto a um preço baixo e com pouca promoção. Essa estratégia é indicada quando o mercado é grande, conhece muito bem o produto, é sensível a preço e há alguma concorrência potencial.
Questionário apresentado a disciplina de Marketing, 4º período, como atividade avaliativa.

Exemplar único do livro Cartas entre Amigos

Esse livro Cartas entre Amigos: sobre medos contemporâneos do Pe. Fábio de Melo e Gabriel Chalita tem um valor especial para mim. Além do conteúdo que é espetacular me foi dado por alguém muito especial. Essa pessoa que me deu o livro me ouviu comentando sobre ele e prontamente, sem ser aniversário e nenhuma data especial, comprou-o para mim e ao recebê-lo foi uma surpresa muito boa de se ter. Desde então faz parte da minha rotina mantê-lo sempre próximo e, agora, ainda mais.

Por isso esse exemplar é único (para mim) e a pessoa que me deu é única (para mim também). Segue a dedicatória:

"Mãe,

Teus braços sempre se abrem quando preciso de um abraço, teu coração me compreende mesmo sem que minha boca se abra, teus olhos ficam sérios quando preciso de uma lição.
Saiba que o amor e a força de vocês (Rubens e Célia) me dirigiram pela vida e me deram as asas que precisava para voar. Estou voando, mesmo que as vezes em lugares distantes, mas sempre levando comigo o amor de vocês por mim.

Amo vocês!!!
Paulo Buarque
25.10.2009"

Saudades filho querido! Voe sempre, mas não esqueça de voltar. Estaremos sempre de braços abertos e com o coração repleto de amor. Deus te proteja Sempre, Amém!



segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Eleições 2010

Ouvi ontem a noite e li hoje pela manhã o discurso de nossa nova Presidente da República. Veja no link: http://veja.abril.com.br/noticia/brasil/integra-do-discurso-de-dilma-rousseff-presidente-eleita
Não ouvi e por isso fui ler a palavrinha mágica que deveria ter iniciado seu discurso: Obrigada primeiramente a Deus por permitir ter sido eleita a Presidente do Brasil e aí continuar os outros agradecimentos. Infelizmente ou felizmente ela ganhou. Confesso que não tenho simpatia por sua pessoa mas essa opinião é gratuita apenas pelo que vejo e ouço nos meios de comunicação, não a conheço e nem sequer tenho o direito de julgar, estou apenas fazendo um comentário. Também não achei grande coisa o outro candidato José Serra, do qual esperava uma postura mas madura e responsável e não se ocupar de responder as denúncias em horário político. Alíás esperava uma postura ética dos dois candidatos e fiquei só na decepção.

Não creio que fará aquilo que se propõs e espero sinceramente estar equivocada. O que vi nessa eleição foi uma vergonhosa campanha de difamação entre os candidatos. Não consegui assistir o programa eleitoral por que me pareceu uma briga de comadres: desaforos e denúncias o tempo todo e onde estava o projeto para mostrar ao povo brasileiro? desperdiçaram muito o tempo precioso que nós lhes dedicamos e aí não tive escolha a não ser desligar a televisão.

Essa eleição, pela pequena diferença percentual, demonstrou uma única coisa: não tinhamos em quem votar. Como eleger alguém que não teve a postura ética esperada na campanha? como se comportará agora que já está eleita? uma incógnita que só o tempo nos mostrará.

Aqui no Brasil é preciso leis para tudo e, às vezes, nem assim funciona. Que tal criamos leis para moralizar a campanha política e não permitir mais que essa lama entre em nossas casas através do televisor. Por que mesmo quando desligamos já ouvimos alguma coisa e isso nos envergonha.

Ser a primeira mulher eleita é um marco? um dia isso iria acontecer. Marco, ao meu ver, é quando, independente do sexo, a pessoa se destaca pela competência e qualidade com que desenvolve o seu trabalho. Vamos lá Dilma não nos envergonhe, seja não só a primeira mulher eleita mas a melhor Presidente do Brasil, de fato uma estadista. Fato que não se mostrou ou não ficou claro nas campanhas.

Gostou? Compartilhe!

Pesquisar este blog

Faça uma criança feliz!

Esse cantinho é ainda uma criança e é muito especial, se você gostou deixe seu comentário. Faça essa criança feliz!.

Follow by Email

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Cadastrar desaparecidos