terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Eu tive um SONHO e nele DEUS me deu RESPOSTAS

Sempre que tenho algo difícil para resolver peço a Deus que me mostre o caminho por meio dos

Sonhos

Eu tenho muitos SONHOS

Fonte imagem: meubackupfb.wordpress.com

Fiz isso várias vezes e Ele sempre me atendeu. Um mais recente foi quando pedi uma ajuda para resolver um determinado problema de difícil solução. A resposta foi: algo de muito bom vai acontecer e realmente aconteceu. O problema ficou tão pequeno que foi possível solucioná-lo. E muitos outros sonhos...

Dia 24 (quinta-feira) janeiro de 2013 fiz uma oração a Deus e pedi por intermédio do seu filho Jesus que me mostrasse, em sonho, o que eu deveria fazer. Qual o rumo que eu devo dar a minha vida porque estou com muitas

Dúvidas

Eu tenho algumas DÚVIDAS

Fonte Imagem: isabelamd.wordpress.com

Tenho dois ou três possíveis caminhos a seguir e não sei qual deles eu escolho.

Na noite da quinta eu não consegui nem pregar o olho, quanto mais sonhar. Vi o dia amanhecer literalmente. Às 6:33 eu estava acordada. Fui dormir por volta das 07:00 e acordei às 09:00 porque o celular despertou para que eu pudesse sair e passei o dia fora resolvendo muitas coisas.

Sexta-feira (25) mais de meia noite e eu fui dormir só que não lembrei do sonho no dia seguinte, apenas duas palavras na minha mente: desaparecidos e rastrear???

Não entendi nada... isso não estava entre as opções possíveis que eu deveria escolher. Uma nova opção? um novo caminho? Seria uma empresa de colocar rastreadores em pessoas para que fossem localizadas caso desapareçam?Algo muito difícil e improvável para mim. Não entendo nada disso.

Não fazia sentido. No sábado fiz minhas tarefas diárias, estudei a Bíblia com Mila (todo sábado pela manhã eu, ela e Cristina fazemos esse estudo). O tema do dia era: Para onde vão as pessoas quando morrem. Acabado o estudo fui concluir as tarefas, almoçar e depois me deitei para descansar porque não tenho dormido bem. Antes eu rezava um rosário ou terço (ou nem isso) e já dormia perfeitamente, agora rezo todo rosário e nada acontece: ansiedade.

Dessa vez eu dormi e sonhei algo muito significativo, mas que preciso decifrar porque as respostas de Deus não são 1 + 1 = 2. Ele nos fala em Parábolas (Mila havia me chamado à atenção sobre esse detalhe, que devemos usar o raciocínio para entendê-lo pois as mensagens são para quem tem ouvidos para ouvir e olhos para ver, ou seja, só para que os bons compreendam).

Eis o sonho

Resposta Divina

Resposta DIVINA

Fonte da Imagem: www.osimplespensar.com


" Eu estava em um edifício muito alto, nele havia uma parte segura e outra que havia desabado. Não tinha elevadores só os dois fossos, não tinha escadas para baixo, os andares de baixo ficavam como se girasem ás vezes. Tudo tremia com o que estava acontecendo lá em baixo. Todo edifício se ressentia.

Uma hora eu estava com pessoas nessa parte "segura", que eu queria tirar dali, em outro momento elas desapareciam e eu  não sabia para onde iam e aí vinham outras pessoas, nenhuma era conhecida, pessoas realmente estranhas a mim, que me pareciam boas, que eu queria algo bom para elas e que me pareciam também aguardando por respostas.

Uma hora fui olhar para baixo tentando achar uma forma para sair dali e lá em baixo parecia que girava em círculos (o edifício) e eu fiquei muito próxima de cair então uma mão, de alguém pálido (parecia uma mulher extremamente magra e sem força), sem garra me deu uma pequena ajuda, porém eu senti que teria que fazer um grande esforço para sair dali. A força teria que ser minha. Meu esforço é que me tiraria daquele momento de dificuldade e perigo.

Constatei naquele momento que as pessoas que me rodeavam poderiam me dar só pequenas ajudas e que elas mesmas não dispunham de grandes forças para me ajudar. Estávam tão perdidas quanto eu. Consegui sair dali e foi como se estivesse em outras salas, outras pessoas, elas contavam seus problemas e outros diziam: Tudo se resolverá! Tenham Fé.

Daí não sei como fui parar num local que tinha um carro. Parecia uma garagem no alto do edifício, local sem cobertura e que só tinha esse carro lá. Eu entrava nesse carro e vi que uma rede era lançada, não era rede de pesca, era como se fosse de ferro, sei lá, não sei explicar exatamente. Eu não vi helicóptero, nem pessoas, nem nada que tivesse feito isso, só essa rede vindo do alto.

Ela foi lançada em cima do carro e era de ferro e nas pontas tinha imã e grudou nas laterais do carro. No primeiro momento eu tive medo e pensei que iria cair (Meu Deus o que vai acontecer comigo?). De repente eu senti que estava me movimentando de forma muito cuidadosa. Levantavam esse carro e aí minha mente me disse assim: Não tenha medo a ajuda vem do alto. Obrigada Deus por atender ao meu pedido e me dar a resposta que eu preciso: Ter paciência! Eu terei toda a paciência do mundo! Amém Senhor!"

Como eu entendi: que preciso manter minhas forças para vencer as adversidades, que mesmo querendo às pessoas que estão ao meu redor não disponhem de muita energia para me ajudar e que no momento certo a ajuda virá de DEUS.

Hoje 03/04/2013 estou na fase do edifício desabando rsrsrs ainda bem que "A AJUDA VEM DO ALTO". Sendo assim reúno o resto de FORÇA que ainda existe em meu tão espremido ser e vou à luta, na bagagem levo a FÉ (eterna companheira de todas as horas). Sempre deixando Deus no controle. Piores momentos já vivi e superei. Dessa vez não será diferente, pelo menos no que depender de mim.

segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Inteligência Competitiva: Análise de Conjuntura, como fazer?

Inteligência Competitiva: Análise de Conjuntura, como fazer?

18012013183230images.jpg
Inteligência Competitiva a serviço dos atores sociais



Segundo o sociólogo Herbert de Souza (Betinho) em seu livro “Como se faz análise de conjuntura”, Editora Vozes, 23a. ed., há uma relação entre o conhecimento e a descoberta feita por meio de uma leitura especial da realidade que venham a atender uma necessidade ou interesse iminente. Essa leitura especial ou análise é uma tarefa complexa, difícil e que exige muito de quem a faz:

Leia meu artigo completo no Portal Educação, clicando aqui

sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Sua majestade, o internauta? web 2.0

Na Era da Web 2.0, que segundo a revista Época (2013), são

"Aplicações online que permitem interagir em comunidades virtuais, veicular informações e compartilhar conteúdos.
Na Web 2.0, os usuários não utilizam a internet apenas como fonte de informação - eles criam a própria informação".


Será o internauta a majestade? 

É o detentor da opinião que tem mais credibilidade? 

É o que dita as regras? 

O que faz valer seus direitos?



Marcelo Coutinho, diretor-excutivo do Ibope e pesquisador de mídias digitais afirma que "a web colocou ao alcance dos consumidores a possibilidade de elaborarem um contradiscurso". Embora as corporaçöes não gostem, não admitam e recusem-se a aceitar a mudança ela está aí e bem visível. As imagens das marcas estão nas mãos dos internautas. 

“Os números evidenciam a importância vital que a web 2.0 passou a ter para a estratégia de negócios das empresas”, afirma Roberto Leuzinger, diretor da consultoria Booz Allen Hamilton e um dos coordenadores de um estudo internacional inédito sobre o tema: “Quem ficar fora desse processo, inevitavelmente perderá competitividade”. 


Sua majestade, o internauta.

Marcar presença e manter relacionamento pode ser uma escolha, mas estar na rede não é uma opção, pois os internautas podem estar falando de sua empresa e você será o último a saber? O risco de expor à marca ao ridículo foi comparado a uma metástase pela Revista Wired, pela sua capacidade de propagação indiscriminada.

Como se proteger? Seriedade, honestidade e humildade são palavras chaves para não ser vítima de "propaganda negativa gratuita e globalizada". Monitoramento de sua marca e agir preventivamente é uma boa estratégia.

Errar é tido pelos usuários (minha opinião) de certa forma como algo inerente aos processos, mas é preciso corrigir o problema, mostrar interesse pela opinião do usuário e não deixá-lo sem respostas. Convidá-lo para um ambiente privado, onde possa expor em detalhes seus problemas, é salutar, porém se não resolver a situação onde ambos os lados saiam ganhando poderá ser um tiro no escuro.

Várias vezes eu utilizei canais on line (mais eficientes) para reclamar de algum produto ou empresa e pude constatar que as que estão no mercado de forma séria, sempre dão retorno e buscam a melhor solução para ambos. Pedir desculpas pelos constrangimentos também é uma ótima atitude que pode resultar em elogios posteriores.

Resumindo: Errar - consertar - pedir desculpas = possível elogio por parte do internauta que repercutirá positivamente no cyberespaço. 

Eu, particularmente, amo elogiar e realçar as qualidades das pessoas e das empresas quando me dão motivos. Sempre que me deparo com situações assim busco antes um contato ameno para só depois, caso não tenha sucesso nos primeiros contatos, é que vou por outros canais menos restritos.

O twitter tem sido meu grande aliado em resolver questões dessa natureza. Virou meu SAC genérico. Tive ótimas experiências utilizando esse canal, enquanto que nos SAC´s tradicionais já criei até trauma na posibilidade de ter que fazer valer meus direitos por meio deles.

Fonte:
EPÓCA. O Poder do consumidor no mundo digital. Disponível em <http://epocanegocios.globo.com/Revista/Epocanegocios/0,,EDG79423-8382-8,00.html>. Acessado em 18 jan 2013.

quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Direito Administrativo - Introdução



Direito Administrativo - Introdução


Meu segundo artigo publicado no Portal Educação.

Direito Administrativo - Introdução
Direito Administrativo rege a atividade administrativa de órgãos
e agentes públicos.


Confira o resumo completo aqui

Não abandonei o meu blog, mas vou ficar dividindo meu tempo entre ser Colunista do Portal Educação e Blogueira. Em breve postarei arquivo exclusivo para esse meu blog que amo de paixão e me trouxe muitas alegrias.

terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Meu primeiro artigo publicado pelo Portal Educação.


A Importância da Administração - Resenha do Capítulo I






Resenha do Capítulo 1 – Significado da Administração do livro Teoria Geral da Administração – Da Revolução Urbana à Revolução Digital de Antonio Cesar Amaru Maximiano. São Paulo, Editora Atlas, 4ª ed. rev. e atual. 2004, págs. 26 à 46.



Confira aqui

Gostou? Compartilhe!

Pesquisar este blog

Faça uma criança feliz!

Esse cantinho é ainda uma criança e é muito especial, se você gostou deixe seu comentário. Faça essa criança feliz!.

Follow by Email

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Cadastrar desaparecidos