terça-feira, 29 de março de 2011

Adeus a José de Alencar

Morre um grande guerreiro.

Força e fé é o que transmitia esse Senhor, que lutou por 13 longos anos.

http://veja.abril.com.br/blog/acervo-digital/brasil/nas-paginas-de-veja-a-luta-de-alencar-contra-o-cancer/  
Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé. (2 timóteo, 4,7)

O que nos deixa de mensagem:
Que não se pode desistir jamais. Que os obstáculos são para serem vencidos.

Senti sua morte como se fosse de um amigo, pois acompanhei sua luta por meio da imprensa e hoje, por meio dela, soube de seu falecimento. Mas, creio eu, que já era hora dele descançar. Deus tem um propósito para tudo nesse mundo. Chegou a hora do guerreiro dormir em paz! Que os anjos te guiem para junto do seu criador. Amém!



segunda-feira, 28 de março de 2011

Se eu fosse....

Se eu fosse um mês, eu seria… Dezembro!
recebendo4energias.blogspot.com

Se eu fosse um dia da semana, eu seria… um domingo!
complexavidasimples.blogspot.com


Se eu fosse uma hora do dia, eu seria… o entardecer!
kaduguitar.blogspot.com

Se eu fosse uma direção, eu seria… o norte!
achetudoeregiao.com.br

Se eu fosse um esporte, eu seria…Dança !
arteeculturainclusiva.wordpress.com


Se eu fosse um divertimento, eu seria… piscina!
bocaberta.org

Se eu fosse um momento, eu seria… a amamentação!
saude.culturamix.com


Se eu fosse um líquido, eu seria… uma chuva de verão!
bikinidebolinha.com




Brinquei muito quando criança
Se eu fosse uma pedra preciosa, eu seria… uma safira!
http://bocaberta.org

Se eu fosse uma árvore, eu seria… um pé de seriguela (amo essa fruta, deixo as maduras para você prefiro as outras. Sempre quis ter um pé desse em minha casa).
plantacadecasa.blogspot.com

Se eu fosse uma flor, eu seria…tulipa! Simplicidade e Elegância (estilo).
coisasdaliu.blogspot.com

Se eu fosse um instrumento musical, eu seria… uma harpa!
avidaimpessoal.blogspot.com



Se eu fosse uma cor, eu seria…o violeta!
plantaoblog.blogspot.com

Se eu fosse um sentimento, eu seria… o amor!
recados-orkut.com

Se eu fosse um tempero, eu seria... todos (amo temperos)!
caideboca.wordpress.com


Se eu fosse um animal, eu seria… um passáro, para poder voar, ir a onde for, !
ecid.com.br
 Voar, voar
Subir, subir
Ir por onde for
Descer até o céu cair
Ou mudar de cor
Anjos de gás
Asas de ilusão
E um sonho audaz
Feito um balão...(by Sonho de Icaro - Biafra)

Se eu fosse uma fruta, eu seria… morango!
melhorpapeldeparede.com

Se eu fosse um livro, eu seria… a bíblia! Porque tudo que nós precisamos saber já está escrito.
evisangelo.blogspot.com


Se eu fosse um personagem, eu seria…a cinderela (romântica)!
amigosdaliteraturainfantil.blogspot.com

Se eu fosse uma comida, eu seria… um "qualquer coisa" de bacalhau! Amo tudo que tem bacalhau.
recadosnoorkut.com.br



Se eu fosse um lugar, eu seria… Um sítio com riacho! Imagem da Paz!
aluguetemporada.com.br


Se eu fosse um objeto, eu seria… uma caixinha de surpresa!
portalinterativorr.blogspot.com


Se eu fosse um filme, eu seria… "um amor para recordar"!
cofissoesdeumaadolescente.blogspot.com

Se eu fosse um gesto, eu seria… um beijo!
jardimdasideias.com.br
Se eu fosse uma oração... seria o Pai Nosso!
artefolk.com.br
Se eu fosse uma certeza... eu seria a Fé!
seguirjesus.blogspot.com



E você? Gostaria de ser o que, se fosse...?
Encontrei este MEME nos blogs das minha amigas Wania e da Lu Slomka
e achei legal a brincadeira!
Rende uma boa reflexão de nós mesmo...

Façam...

Gravidez x Amamentação - mitos e verdades

Vejo sempre muita polêmica sobre esses dois assuntos e resolvi, como "expert" no assunto, afinal passei por essas duas fases por 3 vezes,  dar a minha opinião, com o intuito de minimizar mitos e alguns comentários maldosos que determinadas pessoas fazem para por medo em quem não tem experiência:
fonte: mulhersexofragil.com.br

1a. gravidez: aos 23 anos (mãe de Paulo Buarque) me sentia ainda uma menina, nasceu em 24.08.1988, sem experiência nenhuma de ser mãe e o que isso significava, mesmo assim a gravidez foi um presente, não sentia nada, dor alguma, enjôo nem pensar... trabalhava no antigo Banorte, prédio com 3 andares e andava por todos eles (escada) sem o menor problema, todos se admiravam, mas era como se eu tivesse só a barriga crescida, um ser se formando lá dentro, mas tudo em paz. Enquanto uma outra funcionária se arrastava pelos corredores (questão de saúde ou cabeça, creio eu que 90% cabeça e 10% saúde). Trabalhei até a véspera de ir para a maternidade. Fazia todo o acompanhamento de pré-natal (aliás minha ginecologista está comigo desde a minha primeira consulta quando era adolescente até hoje, depois do 3º filho).

Chegou o grande dia, mas ele não queria nascer, tomei aqueles remédios horríveis que você fica como se estivesse com cólicas menstruais... e nada. Disse a minha médica que não ia ficar gritando de dor até meu filho nascer, se os remédios não surtissem efeito, pois não havia dilatação alguma, eu queria a cesária mesmo.  Só lamentei não ficar acordada para vê-lo nascer, na verdade estava morta de medo, nunca fui muito fã de hospital e médicos, e doenças, sangue etc. Então pedi para me apagarem. E assim foi feito.

Quando me recuperei e fui para o quarto me levaram um bebezinho lindo, que eu tinha que amamentar e trocar a fralda. Duas coisas que eu não sabia fazer. Entrei em pânico, quando tirei a fralda era uma coisa preta que saia dele (isso é normal é o intestino dele limpando, depois vem as fezes na cor correta). Deus do céu o que eu vou fazer, chorava desesperada, até que meu marido chamou a enfermeira e ela fez a troca. Meu lindo bebê chorando de um lado e eu chorando de outro me sentindo culpada pela minha incapacidade de cuidar dele. Não me preparei para esse momento, mas apesar desse episódio senti uma felicidade enorme de ter um ser tão pequeno dependendo de mim. Então, fiz o melhor que pude, cuidei com todo amor, aprendi a trocar fralda, dei de mamar até quanto pude e hoje colho os frutos de um filho saudável, lindo, amoroso e que me faz muito feliz. Tive ajuda de minha mãe, sogra, minhas tias, etc... a gente precisa nessas horas aceitar as orientações, mas algumas precisam ser filtradas visto a diferença existente entre o tempo delas e o nosso.

No 2º filho (Lucas Buarque) nasceu em 11.07.2000 (correção 13.07.200). Fiz exame para saber se teria Síndrome de Down porque já estava com 35 anos, mas Graças a Deus, deu negativo. Já estava bem mais apta a cuidar e mais corajosa. Como sempre uma gravidez tranquila, sem dor, sem inchaço, sem enjôos... creio que se houvesse uma profissão de Gestante essa seria perfeita para mim kkkkk pois nunca me senti tão bem e nunca sou tão feliz como quando estou assim. Nada de ficar em casa como uma inválida, trabalhava, fazia tudo normalmente. Até a véspera de ir para a maternidade, mas uma vez minha velha companheira Dra. Rosa fez o parto, dessa vez fiquei acordada e vi aquele bebezinho lindo nascer, beijei ele ainda sujinho (só mesmo sendo mãe para fazer isso rsrs). Nasceu depois de 12 anos do primeiro filho. Estava começando tudo de novo. Um bebê de olhos azuis que depois ficaram castanho claro (sempre quis ter um filho de olhos claros). Ele mamou até 2 anos, é forte, saudável, enxuto (não tem gordura nenhuma sobrando), inteligente e lindo. Felicidade maior não pode haver, dessa vez sem o medo e sem a inexperiência para atrapalhar.


No 3º filho (Gabriel Buarque) Foi inesperada essa gravidez, muito corrida pois estávamos mudando de casa, de trabalho, muitas emoções. Mas um anjinho, branco da cor de nuvem, nasceu no dia 11.08.2005 eu já com 40 anos (algumas pessoas tem crise aos quarenta, eu não... tive um filho) e mais uma vez a felicidade maior que alguém pode sentir chegou. Amamentei até 1 ano e 8 meses e, embora seja magrinho (puxou a mãe quando era pequena, minúscula e travessa), tem uma saúde de ferro. Uma pilha duracel extra, mega, super carregada que não descarrega nunca. Só quando dorme e não é muito adepto de dormir não. Tem energia demais. É extremamente carinhoso, beijoqueiro. Vira e mexe e ele tá me abraçando, beijando, dizendo que me ama.

E quanto aos mitos da amamentação?  bem é preciso tomar alguns cuidados, tais como passar óleo de amêndoa para não rachar, não ficar com estrias, usar aqueles sutiãs que seguram o peito e você pode amamentar sem tirar ele, fazer exercício para firmar o bico do seio antes, facilitando que o bebê possa sugar sem machucar. É verdade que faz uma feridinha no começo pela força que o bebê faz mas nada que inviabilize o processo. Paz, muita paz nessa hora, se tiver alguém lhe deixando nervosa, ansiosa mande procurar coquinho na praia. Deixe a natureza fazer o seu trabalho que tudo flui na santa paz de Deus.

Nada é tão prazeroso como ter um bebê no colo e amamentá-lo. Pois quando eles mamam estarão mais fortes e protegidos contra doenças, sua inteligência é melhor desenvolvida, o raciocínio deles é supreendente. Os meus 3 filhos adoecem raramente e quando isso ocorre a recuperação é tão rápida que nem dá para contar nos dedos.

Durante os 6 meses do nascimento só amamentava. Tudo de bom não ter que fazer nada, pois a encomenda chega na hora certa. Você sente o seio ficando cheio de leite, ele vem como se alguém abrisse uma torneira na hora que o bebê vai acordar: é divino, perfeito. Você não pode desperdiçar esse alimento tão magnífico e que está pronto para ser servido por medo, vaidade ou qualquer outra desculpa. O prazer que isso nos dá é inenarrável. Para o medo: se informe! Para a vaidade: se cuide! E para o prazer de amamentar???? se entregue!

Deus se revela nesse momento com profunda nitidez, quem tem sensibilidade percebe como tudo é perfeitamente projetado por ele. Eu não posso mais ter filhos porque a idade não permite, mas foram os melhores momentos: gravidez x nascimento x amamentação.

Saudades daquele tempo!

Efeitos em fotos com o LunaPic

zoom animation

Sparkles Effect
Vignette (mas antes black and white - shepia color)

Divirta-se!
É muito simples. entra no endereço: http://www.lunapic.com
faz upload da foto e escolhe o efeito. Simples não!

sexta-feira, 25 de março de 2011

Um dia de fúria [2] - Restart

Um dia de fúria [2]
Acesse aí.
Aí gente achei esse recado aos restardados (fica melhor do que restart) e digo mas, concordo em gênero, número e grau o que diz essa vereadora. Na verdade o que o maluco quis dizer é que quer tocar no meio da selva (onde não tem civilização) para a fauna, só que o IBAMA deve proibir porque nesse país (Brasil localizado na América do Sul, caso eles não saibam) torturar animal é crime. kkkkkkkkkkk

quinta-feira, 17 de março de 2011

Contratar Profissionais Com Mais De 40 Anos É Uma Tendência

postado por Ezequiel Andrade em Ezequiel Andrade - 2 horas atrás
Foi o tempo em que as empresas repeliam funcionários com mais de 40 anos de seu quadro. Felizmente, já temos conhecimento de diversas empresas que voltaram a contratar colaboradores nessa faixa de idade, e...
 
Confiram a matéria postada por Ezequiel Andrade cuja dificuldade de recolocação por causa da idade e, também, por causa da insegurança que os recrutadores ou gerentes têm de contratar pessoas qualificadas com medo de tomarem seus postos de trabalho enfrenta. Eu já estou a algum tempo a procura de trabalho e não consigo, ou é uma remuneração aquém das minhas necessidades (pagar para trabalhar) ou, simplesmente, não sou chamada para as entrevistas. Analisando o meu currículum percebo que experiência demais e idade demais atrapalha tanto quanto a falta de experiência e idade de menos. Será que é esse o caminho?? exergar o ser humano de forma tão reduzida?? será que precisamos de tendências para termos oportunidades?? será que não existe empresas em nosso Estado que possam enxergar individualmente os candidatos e não apenas os rótulos e preconceitos estabelecidos por uma sociedade excludente?? Com certeza essa visão global não beneficia nem elas e nem nós que somos excluídos de forma arbitrária quando poderíamos fazer a diferença. A idade nos faz saber exatamente o que queremos e isso faz toda a diferença!

terça-feira, 15 de março de 2011

RESENHA: Filme o Advogado do Diabo

O filme "O Advogado do Diabo" é do gênero drama e contêm várias cenas chocantes de violência, sexo e rituais macabros. Embora seja um filme marcado por temas polêmicos, os atores dão um show de interpretação e nos envolvem nessa atmosfera de mistério, sedução e violência.

Mistério quando o representante do mal, o "Milton" (interpretado por Al Pacino - o diabo) cerca o seu filho "Lomax"( interpretado por Keanu Reeves, o advogado do diabo) filho de "Alice Lomax", (interpretada por Judite Ivery - mãe do Lomax- uma religiosa fervorosa), para induzir Lomaz a aceitar ser o anti-cristo, pois só com a aprovação dele é que o mal pode se instalar e se utiliza de armas como vaidade e poder.

Sedução ao envolver a esposa do Lomax e todos que estão ao seu redor com o intuito puro e simples de manipulá-los e atingir seus objetivos, e ainda, violência ao eliminar de forma cruel todos os seus oponentes ou aqueles que estão impedindo a concretrização dos seus planos.


Porque oferece tudo e depois tira tudo?? 
Para instigar um dos pecados capitais mais presente em nossas vidas e
manipular todos nós ao seu bel-prazer.

“Vaidade… definitivamente o meu pecado favorito” (“Vanity… definitely my favorite sin”).

É um filme que, apesar das cenas pesadas, retrata a natureza humana de algumas pessoas que se deixam envolver pelas vantagens que podem tirar em determinadas situações, mesmo que para isso precise desconsiderar seus valores e crenças religiosas.

Não é assim que age o dito cujo? Envolve no mistério, seduz e depois usa de violência para atingir seus objetivos e para conseguir tal proeza nos atinge usando nossos pontos fracos: vaidade, ganância, poder etc.

E não precisa ser vermelho com chifres não, eles estão por aí bem vestidos, com boa aparência, afinal faz parte da sedução. Ele só se mostrará realmente na hora em que estiver no controle. Mas é preciso que seja aceito por isso faz esse jogo de sedução.

Você decide se quer enveredar por esse caminho, sem a sua permissão ele nada pode fazer, eis aí o final do filme.

quinta-feira, 10 de março de 2011

Com professores e cursos próprios, a Universidade Petrobras foi eleita a melhor do mundo

Fonte: VOCE S/A - O Seu portal de gestao de carreira

Li essa matéria e achei tudo de bom: Afinal o que o Brasileiro faz de bom nem sempre é divulgado. Vejam como somos capazes é só nos disponibilizar as ferramentas adequadas.

Produto Nacional

Com professores e cursos próprios, a Universidade Petrobras foi eleita a melhor do mundo

Renata Avediani (undefined) 01/12/2008
Crédito: André Valentim
Sede da Universidade Petrobras, inaugurada em agosto, no Rio: 4 000 alunos passam por lá todos os dias - Crédito: André Valentim
Sede da Universidade Petrobras, inaugurada em agosto, no Rio: 4 000 alunos passam por lá todos os dias
Ser uma das cinco gigantes mundiais de energia até 2020 e desenvolver novas tecnologias e negócios são alguns dos motivos que levaram a Petrobras a criar uma universidade corporativa, em 2004. Para alcançar seus objetivos, em 2007 a companhia investiu 90 milhões de reais. Este ano, foi inaugurado o campus novo (foto) e foram investidos outros 70 milhões de reais. A estratégia deu tão certo que a Universidade Petrobras (UP) foi eleita a melhor do mundo, em novembro de 2007, pelo International Quality & Productivity Center, instituto americano especializado na capacitação de executivos. O prêmio avalia a contribuição da escola para o sucesso global da empresa, o ensino misto - presencial e à distância -, parceria com instituições de ensino e economia de custos. Participam da avaliação empresas listadas pela revista Fortune, entre as 500 maiores do mundo.

A UP ajudou a Petrobras a ser a sexta maior empresa de petróleo do mundo, com atuação em 27 países e 62 000 funcionários - 7 000 fora do Brasil. Seu crescimento foi tão rápido que nos últimos cinco anos contratou 20 000 pessoas, por concurso público. Soma-se a isso a descoberta de reservatórios na camada pré-sal, cuja expectativa é dobrar o volume das reservas da Petrobras e colocar o Brasil entre os cinco maiores produtores de petróleo e gás do mundo. "O sucesso dos negócios depende da formação técnica e gerencial do pessoal", diz Walter Brito, gerente-geral da escola.

Além da chancela de melhor do mundo, a UP tem recebido prêmios e certificações. Três de seus cursos foram reconhecidos como pós-graduação pelo Ministério da Educação. Além disso, há três anos a empresa recebe a nota máxima em desenvolvimento de recursos humanos, segundo o índice Dow Jones de Sustentabilidade. Não é à toa que escolas de negócios, como a francesa Insead, e empresas do mundo todo, como a japonesa Mitsui e a Pemex, do México, procuram a UP para conhecer sua receita de sucesso.

O que faz dela referência é um misto de infra-estrutura, aproveitamento do conhecimento interno e muito treinamento. São dois prédios, um em Salvador (BA), outro no Rio de Janeiro, cinco salas em São Paulo e uma instalação em Taquipe (BA). O principal deles, no Rio, chama atenção pela grandiosidade e jeitão descontraído de escola. São oito andares, 107 salas, 52 laboratórios, 374 funcionários e capacidade para 4 000 alunos. Nos andares, recepcionistas ajudam o pessoal a achar suas salas no labirinto de corredores. É o primeiro edifício verde com certificação oficial no país.

Capacitar pessoas é praxe na Petrobras desde sua criação, em 1952, quando quase não havia especialistas em exploração de petróleo, muito menos cursos de formação. Lá foram - e são - formados sumidades no setor. Em 2007, houve 62 471 participações nos cursos e uma média de 130 horas/aulas por funcionário. Nas grandes empresas no Brasil o valor é de 52 horas. "Além de acelerar o aprendizado, este modelo permite a transferência do conhecimento dos nossos especialistas aos mais novos", diz Walter.

A UP conta com professores de escolas parceiras, como a Fundação Dom Cabral, o Ibmec e a Fundação Getulio Vargas, que ministram cursos criados para a empresa. Mas 1 100 professores trabalham ou são ex-funcionários da Petrobras. Ao trazer a prata da casa para ensinar, a Petrobras dissemina sua expertise e reduz custos com contratações. A qualidade do que se aprende por lá também chama atenção. São mais de 1 200 cursos presenciais e à distância, com carga horária que pode passar de 1 000 horas, divididos em matérias de gestão e negócios e outras mais técnicas. Um curso na Chapada Diamantina (BA) fez com que o engenheiro José Formigli, gerente executivo de exploração e produção do pré-sal, encarasse algumas questões do departamento. "Entendi que nessa área não é possível prever tudo por meio de cálculos, como os geólogos da equipe me diziam antes."

A liderança tem recebido atenção especial nos últimos anos. A escola de gestão e negócios da UP, pelo programa de desenvolvimento gerencial, já treinou os 4 771 executivos da companhia. Há também programas em parceria com escolas como London Business School, Iese, Insead e IMD. Nessa toada, em poucos anos a UP se tornará na versão brasileira do lendário centro de treinamento da GE, em Crotonville, nos Estados Unidos.

A Simplicidade de Um Rei: Roberto Carlos

É a Beija-flor venceu o carnaval do Rio de Janeiro homenageando o nosso Rei Roberto Carlos, cuja letra enaltece suas músicas e a Simplicidade de um Rei. Será esse o segredo do sucesso dessa pessoa tão querida? Simplicidade e Fé é o que realmente Roberto Carlos passa para todos nós. Segue aí a letra do samba-enredo para constatar o que estou dizendo. Nesse carnaval meu espírito "Carioca" estava adormecido. Nada de Samba no pé, aliás dos muitos convites que recebemos, obrigada a todos, mas não aceitei nenhum é que ultimamente prefiro a "paz e tranquilidade" do meu quarto assistindo meus filmes, lendo meus livros e curtindo a família, os meninos, meus animais e suas brincadeiras. É, ultimamente, o meu santuário.

“A simplicidade de um Rei”
Autores: Samir Trindade, Serginho Aguiar, JR Beija Flor, Sidney de Pilares, Jorginho Moreira, Théo M. Neto
A saudade
Vem pra reviver o tempo que passou
Ah! Essa lembrança foi o que ficou
Momentos que não esqueci
Eu cheio de fantasias na luz do rei menino
Lá no meu Cachoeiro
E lá vou eu… Era do rádio a onda me levar
Na Jovem Guarda o rock a embalar… Vivi essa paixão
Calhambeque belos dias
No festival a primazia
Amigos de fé guardei no coração
Quando o amor invade a alma… É magia
É inspiração pra nossa canção… Poesia
O beijo na flor é só pra dizer
Como é grande o meu amor por você
Nas curvas dessa estrada a vida em canções
Chora viola! Nas veredas dos Sertões
Lindo é ver a natureza
Por sua beleza clamei em meus versos
No mar navegam emoções
Sonhar faz bem aos corações
Na fé com o meu Rei seguindo
Outra vez estou aqui vivendo esse momento lindo
De todas as Marias vem as bênçãos lá do céu
Do samba faço oração, Poema, emoção!
Meu Beija-Flor chegou a hora
De botar pra fora a felicidade
A alegria de falar do Rei
E mostrar pro mundo essa simplicidade.
 Fonte da letra:  centraldenoticias.wordpress.com

 Fonte da imagem: Google/odia.terra.com.br

Se essa imagem é Jesus, Anjo ou seja lá o que quiserem chamar não importa, o que importa é o que podemos enxergar com isso, que não se pode tirar o mérito do Rei Roberto de todos esses anos que ele propaga esse Dom Divino que ele usa tão bem: a Fé*. Essa luz é claro que é Jesus. (Azul cor predileta de Roberto e minha também). Concordo com a Arquidiocese em ter zelo com o que diz respeito aos nossos símbolos e que carnaval, em sua maioria, o que menos se evidencia são valores morais, porém em se tratando de Roberto Carlos e sua história ficaria impossível não associá-lo ao seu mestre maior.

Simplicidade abençoada por Deus. Amei!

PS.: *Fé é dom de Deus, todos nós temos e podemos usá-lo, porém a simplicidade deve ser nossa bandeira para que não nos vangloriemos de nossa Fé, apenas propaguemos essa dádiva aos que acham que não a possuem. Pois se é Dom e Graça se estende a todos os filhos do Senhor Deus, sem exceção. E como fazer uso desse dom? Apenas acredite como uma verdade imutável!

"Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus". Efésios 2:8
Fonte: www.bibliaonline.com.br

quarta-feira, 2 de março de 2011

Resenha: Gerenciar a si mesmo de Peter Drucker


Nossas Carreiras e a necessidade de autoconhecimento

Peter Drucker no livro “Desafios Gerenciais para o Século XXI” publicado pela Editora Pioneira Thomson Learning, São Paulo, 2001, retrata no capítulo VI, sob o título “Gerenciar a si mesmo”, questões de autoconhecimentos necessários a boa gerência de nossas carreiras.
O autor fala sobre o fato de termos que descobrir nossas forças; como nos desempenhamos nas tarefas; qual o lugar a que pertencemos; qual a melhor contribuição que podemos e devemos fazer; nossas responsabilidades e, também, sobre os trabalhadores do conhecimento.
Para abordar esses temas Drucker cita vários exemplos e nos faz ver que é preciso acompanhar e analisar nossas carreiras e mantermos um feedback  sobre o que realizamos para detectarmos nossas fraquezas e virtudes. É de suma importância nos conhecer e conhecermos aqueles com os quais iremos trabalhar, acima e abaixo da cadeia hierárquica, e descobrirmos qual a melhor forma de gerenciar os conflitos existentes. Nesse ponto o autor tem nos dado uma farta contribuição com citações que realmente embasam seu ponto de vista e com os quais concordo plenamente.
Ele nos fala dos “ouvintes” e dos “leitores”, ou seja, pessoas que absorvem melhor quando lêem ou quando escutam determinadas coisas. Nesse ponto me vejo como uma leitora, pois assimilo melhor aquilo que leio do que o que escuto. Já com os trabalhadores do conhecimento Peter Drucker nos revela que eles sobreviverão às organizações, pois suas contribuições não ficarão restritas as estatísticas da idade da aposentadoria por terem muito a realizar e não ficarem apenas no convencional. Discordo um pouco com relação às idades predeterminadas do texto, 40 anos a idade de pensar em aposentadoria ou nova carreira, creio que a idade para novos desafios acontece exatamente quando eles aparecem e não limitados a tempo e espaço por tratar-se de reflexos de nossas escolhas e oportunidades que advém.
Célia Buarque
Acadêmica de Administração – 5º período – Turma A - Noturno

Trabalho apresentado a disciplina de Empreendedorismo.

Administração de Materiais: previsão de demanda na gestão de estoque


Resumo: Este artigo apresenta um estudo sobre a previsão de demanda na gestão de estoques na administração de materiais: conceitos, objetivos e importância. Analisou-se os dados coletados em uma pesquisa bibliográfica e busca em sites da internet e pode-se perceber o alto grau de importância que a boa gestão de estoque pode trazer para as organizações não só para evitar faltas como também, excessos pois trazem prejuízos a empresa reduzindo sua lucratividade. Conclui-se que é indispensável para toda a empresa que quer se manter competitiva, visto que os diferenciais dos concorrentes são cada vez menores devido a similaridade dos produtos, uma boa gerência dos seus estoques atendendo a demanda de forma rápida e com qualidade.

Palavras-chave: Administração de Materiais; Estoque; Objetivos; Importância.
1 Introdução
O presente trabalho tem como objetivo analisar o tema A previsão de demanda na gestão de estoques dentro da administração de materiais, tratando do conceito, objetivo e sua importância, para tal utilizou-se para a coleta de dados a modalidade de pesquisa bibliográfica e consulta a sites da internet buscando um embasamento contundente a cerca do assunto para formular este artigo.
Segundo ARNOLD (1999) “Os estoques são materiais e suprimentos que uma empresa ou instituição mantém, seja para vender ou para fornecer insumos ou suprimentos para o processo de produção. [...]”. Ainda segundo Arnold eles representam de 20% a 60% dos ativos totais, pois ao serem usados eles se convertem em dinheiro melhorando o fluxo de caixa e trazendo retorno sobre o investimento. Para administrar melhor tendo em vista que, também gera um custo sua armazenagem, é que se faz necessário o uso da ferramenta de gestão de estoque, o que irá gerar mais receita evitando os desperdícios.
Já segundo LINS (2005):
Estoque é a composição de materiais - materiais em processamento, materiais semi-acabados, materiais acabados - que não é utilizada em determinado momento na empresa, mas que precisa existir em função de futuras necessidades. Assim, estoque é o que constitui todo o sortimento de materiais que a empresa possui e utiliza no processo de produção de seus produtos/serviços.

É vital para a empresa se manter competitiva que ela tenha um controle eficiente do seu estoque só assim poderá atender a demanda dos seus clientes em tempo real e, também, não incorrer no erro de empatar capital de giro em estoques exagerados correndo o risco de se tornarem obsoletos ou sofrerem danos, além do alto custo de sua armazenagem.

2 A previsão de demanda na gestão de estoque e sua importância na administração de materiais.

A gestão de estoque é responsável pelo planejamento e controle do estoque, desde o estágio de matéria-prima até o produto acabado quando é entregue ao cliente. Existe um elo muito grande entre estoque e produção, pois um apóia o outro dessa forma não pode ser administrado separadamente e, portanto, devem ser coordenados.
Segundo LINS (2005):
A gestão dos estoques visa, portanto, numa primeira abordagem, manter os recursos ociosos expressos pelo inventário, em constante equilíbrio em relação ao nível econômico ótimo dos investimentos. E isto é obtido mantendo estoques mínimos, sem correr o risco de não tê-los em quantidades suficientes e necessárias para manter o fluxo da produção da encomenda em equilíbrio com o fluxo de consumo.

A manutenção de estoques significa um custo elevado para a empresa e por essa razão precisa manter uma quantidade mínima razoável para seu funcionamento sem correr o risco de paralisação ou preocupação evitando também que não haja desperdício de material nem investimentos desnecessários tanto em capital como em espaço físico, mão-de-obra, etc.
A administração dos estoques está intimamente ligada à área de finanças, pois enquanto a Administração de Materiais está voltada para a facilitação do fluxo físico dos materiais e o abastecimento adequado à produção e a vendas, a área financeira está preocupada com o lucro, a liquidez da empresa e a boa aplicação dos recursos empresariais. Os estoques podem ser administrados em dois níveis: Agregado e Itens.
Administração do Estoque Agregado: Lida com a administração dos estoques de acordo com sua classificação (matéria-prima, produtos em processo e mercadorias finalizadas) e com a função que eles desempenham, e não com o nível de itens finais. É financeiramente orientada e se relaciona com os custos e benefícios de manter as diferentes classificações de estoques envolvendo:
·         Fluxos e tipos de estoque necessários;
·         Padrões de suprimento e demanda;
·         Funções desempenhadas pelo estoque;
·         Objetivos da administração de estoques;
·         Custos associados aos estoques.
Administração de Estoques por Itens: estabelece regras de decisão concernentes aos estoques por item, de modo que o pessoal responsável pelo controle de estoques possa desempenhar suas funções com eficiência. Incluem-se aqui os seguintes elementos:
·         Que itens individuais de estoque são mais importantes;
·         Como os itens individuais devem ser controlados;
·         Quanto pedir de cada vez;
·         Quando emitir um pedido.
Maneiras de classificar estoques: Matérias-primas – itens comprados e recebidos que ainda não entraram no processo de produção; Produtos em processo: matérias-primas em utilização para manufaturar; Produtos acabados: prontos para serem vendidos; Estoques de distribuição: produtos acabados localizados no sistema de distribuição; Suprimentos de manutenção, de reparo e de operação (MRO) – Itens que são utilizados na produção, mas não fazem parte do produto tais como, ferramentas, manuais, peças sobressalentes e materiais de limpeza.
O objetivo da administração de estoques é maximizar o lucro de uma empresa e para isso precisa de Excelência no atendimento aos clientes que podem ser compradores, distribuidores, outra fábrica da organização ou a estação de trabalho onde a próxima operação será desempenhada. Os estoques ajudam a maximizar o atendimento evitando incertezas; Eficiência operacional: Utiliza mecanismos para tornar mais eficiente a produção. O sistema ABC (onde 20% dos itens são classificados como A, 30% dos itens como B e 50% dos itens como C para mensurar como deverão ser aplicados os recursos segundo a Lei de Pareto, aonde 80% do faturamento vem dos 20% dos produtos (A); 15% dos 30% dos produtos (B) e 5% dos 50% dos produtos (C)) de modo que o estoque e os custos possam ser melhor controlados; Custo de emissão de pedidos: redução de estoques quando se reduz a quantidade a cada vez porém aumenta o custo anual com pedidos; Custo de transporte e manuseio: transportar menores quantidades e com maior freqüência aumenta os custos de manuseio e material.
A administração sofre influência de vários fatores (ARNOLD, 1999):
·         A classificação do estoque seja como estoque de matérias-primas, de produtos em processo ou de produtos acabados;
·         As funções que o estoque desempenha: antecipação, flutuação, tamanho do lote ou transporte;
·         Padrões de suprimento e demanda;
·         Os custos associados à manutenção (ou não) de estoques.
A administração de estoques precisa estabelecer regras de decisão sobre os itens a serem estocados para que o pessoal envolvido no processo possa desempenhar suas funções de forma eficiente.



3 Considerações finais
As organizações modernas para se manterem no mercado precisam administrar bem seus estoques evitando excessos e faltas que comprometerão todo o processo em cadeia. No excesso o custo de armazenagem é alto demanda mão-de-obra para controle etc, na falta pode prejudicar a linha de produção atrasando as entregas aos clientes o que se transformará num conflito e repercutirá como mau atendimento. Nesses tempos de altíssima concorrência cujos diferenciais estão cada vez menores atender o cliente a tempo e a hora é primordial para todas as empresas e isso só será possível com uma boa gestão de estoque.



Referências

ARNOLD, J. R. Tony. Administração de materiais: uma introdução; tradução Celso Rimoli, Lenita R. Esteves. São Paulo: Atlas, 1999.
DIAS, Marco Aurélio P. Administração de materiais: uma abordagem logística. 4ª ed. São Paulo: Atlas, 1993.
LINS. Uma visão geral sobre administração de recursos materiais e patrimoniais. Faculdade de Ciências Administrativas e Contáveis de Lins, São Paulo. Disponível em: http://www.scribd.com/doc/4333159/
Administracao-de-Materiais. Acessado em 25/10/2010.

Gostou? Compartilhe!

Pesquisar este blog

Faça uma criança feliz!

Esse cantinho é ainda uma criança e é muito especial, se você gostou deixe seu comentário. Faça essa criança feliz!.

Follow by Email

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Cadastrar desaparecidos