segunda-feira, 4 de julho de 2011

Um almoço em família: A saga da família Buarque

O que era para ser um almoço "normal" em família se transformou numa saga:

Na noite anterior foi feito um verdadeiro "plebiscito" para escolher o restaurante. Depois de muitas sugestões, escolheu-se um (não vou citar o nome pq foi o desastre na terra - não aceita cartão de crédito, cartão de débito e nem tinha o que dizia o cardápio... estava praticamente vazio quando chegamos, o que logo ficou bem esclarecido...rsrs). Enquanto esperávamos a turma toda chegar Paulinho já adiantou um caldo de camarão e Gabriel (despachado como sempre) já encomendou, diretamente ao garçom, um refrigerante, pensando que projeto de gente, já é gente.


Os meus sogros tadinhos sempre almoçam por volta das 12:30 / 12:40 no máximo já eram mais de 13:00 e resolvemos ir em busca de outro lugar (Camarões, o prédio novo que estava saindo gente pelo ladrão. Eu entrei logo e fui atender Gabriel que estava  "apertado" e não vi o drama, mas minha sogra ficou muito nervosa por causa da mutidão que já estava na nossa frente, ou será que já era a fome??? bem não sei, estávamos todos AZUIS de fome. Éramos por volta de 17 pessoas o que não seria fácil conseguir uma big mesa).

Já estávamos pensando em ir para casa fazer um big "que nojo" para todo mundo já que a hora avançada e o número de pessoas era um grande complicador. Tadinha de mim, meu estômago não digere esses "que  nojos" da vida.

Quando cheguei de volta ao fusuê, com Gabriel já aliviado, soube que iríamos para outro restaurante e ficamos esperando trazerem os carros... Gabriel, que de anjo só tem o nome, pegou um copinho descartável para tomar uma água disponibilizada na entrada do restaurante, só que "detalhe" era um alambique e tinha cachaça. Eu vi antes e ele não chegou a beber, mas fez uma careta enorme com o cheiro.

Fomos para a Tábua de Carne, na via costeira, lotado mais nem tanto. Foi feito a solicitação e ficamos ROXOS de fome...inclusive meus sogros e as crianças. Até que uma mesa pequena vagou e foi providenciada para os mais velhos, (kkkkkk ainda não estou nessa lista, ainda bem) e ficamos esperando a complementação da mesa... aí chega @AndreBuarque fazendo mágica com o cartão de crédito para Gabriel, e outros que estavam lá, quando Sérgio (pai de André) perguntou pela maquininha (não zoe por que eu esqueci o nome dela) referente a reserva... aí ele, o André, disse que a big mesa já estava pronta e que tinha ido nos chamar.... porém, pasmem, a fome afetou o cérebro dele, será????? ficou fazendo mágica e esqueceu de nos avisar... Dizem as más línguas que esse é o estado "normal" dele... imagine! Nessa altura já estávamos PRETOS de fome.




Resultado: saímos mais de 15:00 horas do almoço, mas nos divertimos bastante e temos essa aventura para contar: um simples almoço pode se transformar em uma "via crucis"..... foi hilário!

@AndréBuarque você como mágico é um ótimo comediante. Direito de defesa em aberto, pode enviar sua versão dessa saga...resrs, e a dos outros tb.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muitíssimo obrigada por dedicar um pouquinho do seu tempo a comentar meu blog. Fez valer a pena o tempo que me dedico a ele.

Gostou? Compartilhe!

Pesquisar este blog

Faça uma criança feliz!

Esse cantinho é ainda uma criança e é muito especial, se você gostou deixe seu comentário. Faça essa criança feliz!.

Follow by Email

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Cadastrar desaparecidos